EUA registram 704 casos de sarampo neste ano, maior nível em 25 anos

Ao menos 22 dos 50 estados americanos registraram casos se sarampo neste ano

Os Estados Unidos registraram 78 novos casos de sarampo na semana passada, somando 704 casos até agora neste ano, o maior número dos últimos 25 anos, disseram nesta segunda-feira as autoridades de saúde do país.

O número subiu 1,3 por cento desde a contagem anterior, de 695, divulgada na quarta-feira passada, de acordo com o Centro para o Controle e Prevenção de Doenças dos EUA.

Ao menos 22 Estados relataram casos da doença que é extremamente contagiosa e pode ser fatal.

O atual surto se espalhou desde que 82 pessoas em 2018 e outras 40 em 2019 levaram o sarampo para os EUA a partir de outros países, sobretudo de Ucrânia, Israel e Filipinas, disseram as autoridades federais. A doença tem se espalhado com facilidade entre crianças não vacinadas.

Os contágios têm se concentrado na cidade de Nova York, onde as autoridades dizem que mais de 390 casos foram registrados desde outubro, a maioria em crianças de comunidades ortodoxas judias no Brooklin. A maioria dos casos registrados recentemente foram em Nova York e Los Angeles, disseram as autoridades nesta segunda-feira.

Uma parcela bastante vocal de pais norte-americanos se opõe à vacinação devido à crença, contrária às evidências científicas, de que os componentes de vacinas podem causar autismo e outros problemas de saúde.