EUA prendem 243 pessoas por fraude de US$ 712 mi na saúde

A operação é a maior da história dos EUA na área, tanto em termos de número de acusados como no valor de dinheiro perdido

Washington – O Departamento de Justiça dos Estados Unidos informou nesta quinta-feira que 243 pessoas foram presas pelo país acusadas de enviarem recibos falsos para o programa de saúde do governo Medicare, totalizando 712 milhões de dólares.

Entre os presos estão 46 médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde. As acusações têm como base uma série de supostos esquemas fraudulentos, segundo o governo, incluindo pedidos de pagamento para tratamentos que eram medicamente desnecessários e, em alguns casos, nunca fornecidos.

A operação é a maior da história dos EUA na área, tanto em termos de número de acusados como no valor de dinheiro perdido. Vários presos são da Flórida, local de conhecidas fraudes passadas no Medicare.