EUA pedem ao mundo ajuda urgente para combater ebola

Pedido de ajuda foi feito pelo secretário de Estado americano, John Kerry, em entrevista coletiva

Washington – O secretário de Estado americano, John Kerry, lançou um pedido urgente à comunidade internacional para que apoie o combate ao ebola, e alertou que não há tempo a perder.

“Mais países podem e têm de apoiar”, enfatizou Kerry durante uma coletiva de imprensa após se reunir com seu colega britânico, Philip Hammond, e lançou um “pedido urgente para que os países do mundo façam mais contra esta crise mundial, que exige uma resposta mundial urgente”.

Nesta quarta, um liberiano diagnosticado com ebola no Texas faleceu, informou a porta-voz do hospital.

Duncan foi a primeira pessoa a desenvolver os sintomas do vírus fora da África, onde esta febre implacável já matou mais de 3.400 pessoas desde o início do ano.

Ele chegou ao Texas, para onde viajou para visitar a família, em 20 de setembro. Começou a se sentir doente quatro dias depois, mas não foi hospitalizado até 28 de setembro.