EUA pedem que Coreia do Norte admiita culpa em ataque à Sony

O porta-voz da Casa Branca não respondeu diretamente à oferta da Coreia do Norte para a realização de uma investigação conjunta

São Paulo – Autoridades americanas respaldaram a conclusão do FBI de que a Coreia do Norte é a responsável pelo ciberataque à Sony Pictures que levou ao cancelamento do filme A Entrevista.

Após a Coreia do Norte negar as acusações feitas pela polícia americana, o porta-voz da Casa Branca Mark Stroh afirmou em comunicado que “como o FBI deixou claro, estamos confiantes de que o governo norte-coreano é responsável por esse ataque destruidor. Respaldamos essa conclusão.”

Stroh ainda acrescentou que o “governo da Coreia do Norte tem um longo histórico de negar sua responsabilidade por ações destrutivas ou provocadoras.”

A Coreia do Norte afirmou no sábado (20) que as acusações do FBI eram “uma calúnia sem fundamentos”.

O governo local, por meio de um porta-voz, pediu que os Estados Unidos aceitassem uma investigação conjunta sobre o ciberataque.

“Temos meios de provar que o incidente não tem relação com nosso país”, afirmou a autoridade norte-coreana.

O porta-voz da Casa Branca não respondeu diretamente à oferta da Coreia do Norte para a realização de uma investigação conjunta.

“Se o governo norte-coreano quer ajudar, eles poderiam admitir sua culpa e compensar a Sony pelos danos causados no ataque”, disse Stroh.