EUA: homem confessa ter estrangulado menino em 1979

A confissão soluciona um caso que desafiou um dos departamentos de polícia mais sofisticados dos Estados Unidos

NY –  Um homem confessou ter estrangulado até a morte um menino desaparecido em Nova York em 1979, resolvendo um mistério que preocupava pais por todo os Estados Unidos, informou nesta quinta-feira o chefe da polícia da cidade, Ray Kelly.

O homem, Pedro Hernandez, “confessou ter estrangulado Etan 33 anos atrás no porão” de um mercado de Manhattan, disse Kelly em coletiva de imprensa.

A confissão soluciona um caso que desafiou um dos departamentos de polícia mais sofisticados dos Estados Unidos.

Kelly disse que Hernandez levou os detetives do Departamento de Polícia de Nova York de volta ao local do crime, que atualmente abriga uma ótica.

Ele disse aos investigadores ter abordado Etan Patz, que tinha 6 anos e estava a caminho de tomar o ônibus escolar sozinho pela primeira vez, “com a promessa de um refrigerante”.

“O homem levou então o menino para o mercado, o estrangulou, embrulhou o corpo em um saco plástico e o colocou no lixo”.