EUA, França, Alemanha e Canadá pedem explicação russa sobre caso Skripal

Os cinco países pediram que a Rússia forneça informações sobre o agente nervoso Novichok, usado no envenenamento do ex-espião russo na Inglaterra

Londres – Estados Unidos, França, Alemanha e Canadá se uniram ao Reino Unido para voltar a acusar o governo da Rússia de ter aprovado o envenenamento do ex-espião russo Sergei Skripal.

O governo britânico divulgou nesta quinta-feira um comunicado conjunto, assinado pelos líderes dos quatro países, no qual exigem que o Kremlin se explique pelo ataque ao ex-espião.

Os cinco países pediram ao governo da Rússia para fornecer informações completas sobre o agente nervoso Novichok, usado no envenenamento do ex-espião, segundo a Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq).

O comunicado conjunto foi assinado depois de o Reino Unido ter identificado ontem os supostos autores do ataque. Eles seriam dois agentes do serviço de inteligência militar da Rússia, o GRU.

Na nota, os cinco países expressam “indignação” pelo uso do agente nervoso em território britânico.

Os signatários garantem que confiam plenamente no Reino Unido quando o país afirma que os dois agentes suspeitos, Alexander Petrov e Ruslan Boshirov (possivelmente nomes falsos), são membros da inteligência militar russa e que a operação foi “quase com certeza” aprovada pelo alto escalão do governo da Rússia.

“O anúncio de ontem fortalece ainda mais nossa intenção de continuar desmantelando as atividades hostis das redes de inteligência estrangeiras em nossos territórios”, escreveram os cinco países no comunicado conjunto divulgado hoje.

“Já acertamos atuar para interromper as atividades do GRU por meio da maior expulsão de agentes não declarados”, completa o texto.

Skripal e sua filha foram contaminados com um agente nervoso ao tocar na maçaneta da porta da casa onde viviam na cidade inglesa de Salisbury, no último dia 4 de março.

No fim de junho, Charlie Rowlie e Dawn Sturgess, um casal britânico, foram intoxicados com a mesma substância perto da cidade de Amesbury. Ela estava em um frasco de perfume encontrado por eles em uma lata de lixo, o que levou à morte da mulher.