EUA estão decididos a perseguir sequestradores da Argélia

"Tomaremos as ações que forem necessárias para capturar estas pessoas", disse o secretário de Defesa americano, Leon Panetta, em entrevista coletiva

Washington – O secretário de Defesa americano, Leon Panetta, ressaltou nesta quinta-feira a determinação dos Estados Unidos de perseguir os autores do sequestro de dezenas de empregados de diversas nacionalidades em um campo de gás na Argélia, no qual morreram três americanos.

“Tomaremos as ações que forem necessárias para capturar estas pessoas”, disse o secretário em entrevista coletiva.

Panetta explicou que a Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI) assumiu a autoria do ataque, mas ainda tem que obter mais informação das autoridades argelinas.

Ditas autoridades estão interrogando dois indivíduos supostamente envolvidos no sequestro, motivo pelo qual os EUA esperam ter informação mais precisa em breve.

Neste sentido assinalou que o primeiro desafio será “determinar quem esteve envolvido”, porque “se encontramos os autores, vamos atrás eles”, advertiu.

“Cidadãos americanos foram assassinados e não nos mantemos à toa quando há americanos assassinados”, acrescentou.

O ataque e sequestro no campo de gás do sudoeste da Argélia terminou com a morte de 38 civis e 29 terroristas, após a operação realizada por forças especiais do Exército argelino.