EUA, Emirados Árabes e Arábia Saudita fazem ataques na Síria

Ataques destruíram uma guarnição de rebeldes sunitas ultrarradicais no sul da província de Hasake e dois veículos de combate a sudeste de Deir Ezzor

Washington – Estados Unidos, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos realizaram seis ataques aéreos na Síria contra os jihadistas do Estado Islâmico (EI) nesta quinta e sexta-feira, informou o comando americano encarregado de Oriente Médio e Ásia Central (Centcom).

Os ataques destruíram uma guarnição de rebeldes sunitas ultrarradicais no sul da província de Hasake (nordeste) e dois veículos de combate a sudeste de Deir Ezzor (leste).

Enquanto isso, dois ataques no norte de Raqa (norte) afetaram duas refinarias, fonte de financiamento importante de jihadistas, e um campo de treinamento do grupo EI. Já uma incursão no nordeste de Aleppo atingiu um edifício ocupado.

Por último, um ataque contra uma peça de artilharia no oeste de Raqa não atingiu seu objetivo.

Os Estados Unidos também realizaram três ataques na quinta e nesta sexta-feira no Iraque: um em Sinjar (norte), que destruiu dois veículos armados, e outros dois em Fallujah (centro), que afetaram combatentes jihadistas da organização.

Enquanto isso, as forças curdas sírias travavam nesta sexta-feira combates sangrentos contra o grupo EI perto da cidade síria de Kobane, que a Turquia prometeu defender fazendo o que puder para impedir que caia nas mãos dos jihadistas.

No Iraque, a organização EI tomou nesta sexta-feira o controle de uma parte de Hit, um dos últimos redutos do governo iraquiano na província ocidental de Al-Anbar.