EUA em contagem regressiva para chegada do furacão Irene

Cidades da costa leste americana se preparam para enfrentar uma das piores tempestades em décadas

São Paulo – Placas de madeira para proteger as janelas de estilhaços, portas hermeticamente fechadas, atividades escolares e comércios suspensos, dispensa reforçada com água e alimentos suficientes para uma semana. Dessa forma, os moradores da costa leste americana se preparam para enfrentar o furioso ciclone Irene, previsto para chegar entre sábado e domingo.

A tensão é grande. Segundo o presidente Barack Obama, o fenômeno – que ameaça até mesmo o centro financeiro do país, Nova York, abalada por um terremoto na terça – pode se tornar uma “tempestade histórica”. De acordo com a agência espacial americana, Nasa, o furacão tem um terço do tamanho da costa leste amerciana, seu principal alvo.

Além de Nova York, que ordenou a retirada de 250 mil pessoas de bairros baixos, evacuações mandatórias já estão em curso em cidades litorâneas como Cape May, Nova Jersey e Ocean City, em Maryland. Moradores tentam, como podem, salvaguardar pertences pessoais, além de carros e barcos.

Enquanto isso autoridades municipais acionam planos de mergência e recolhem das ruas bancos e outras mobiliárias que podem ser levadas pelas forças dos ventos. Força que já se manifesta sobre as águas das praias da Flórida. A contagem regressiva começou. Confira nas imagens.

*Matéria atualizada à 0h19 de 27/08