EUA e UE são dois desafios para economia mundial, diz Geithner

As declarações de Geithner parecem atenuar as do presidente Barack Obama, que afirmou na segunda-feira que a crise na Zona Euro causa "medo no mundo"

Washington – Tanto os Estados Unidos como a Europa representam “desafios” para a recuperação econômica mundial, afirmou nesta terça-feira o secretário do Tesouro americano, Timothy Geithner, em Washington.

“A economia mundial emergiu da crise e enfrenta hoje diversos desafios, que vão desde as dificuldades da reativação nos Estados Unidos à manutenção da incerteza na Europa”, declarou Geithner em discurso, cujo texto foi divulgado à imprensa.

Segundo ele, os Estados Unidos “focam principalmente na criação de empregos, no aumento da produtividade e no estabelecimento de bases sólidas para permitir uma prosperidade de longo prazo”.

As declarações de Geithner parecem atenuar as do presidente Barack Obama, que afirmou na segunda-feira que a crise na Zona Euro causa “medo no mundo” e criticou os países da União Europeia por não terem atuado com rapidez suficiente para solucioná-la.

Lembrando Washington de seus déficits e de sua alta taxa de desemprego de 9%, o ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schauble, afirmou nesta terça-feira que “os problemas da Europa (não são) a causa dos problemas dos Estados Unidos”, apesar de Obama “pensar o contrário”.