EUA e Rússia trocam acusações sobre ataques a civis na Síria

Segundo autoridades russas, porém, foram as forças norte-americanas que atacaram na área, na quarta-feira

Beirute – Os Estados Unidos afirmaram nesta quinta-feira que aviões da Rússia atacaram alvos “indiscriminados” na cidade síria de Aleppo.

Segundo autoridades russas, porém, foram as forças norte-americanas que atacaram na área, na quarta-feira.

O coronel Steve Warren, porta-voz das Forças Armadas dos EUA sediado em Bagdá, afirmou que aeronaves russas na Síria estão usando em ações aéreas bombas “burras”, que atingem indiscriminadamente áreas povoadas, com “mulheres e crianças, civis ou hospitais”.

Já a Rússia afirmou que aviões norte-americanos bombardearam hospitais de Aleppo.

O Ministério da Defesa russa rejeitou que as forças do país tivessem atingido dois hospitais em Aleppo, dizendo que aeronaves norte-americanas operaram na cidade na quarta-feira.

Um porta-voz do Ministério da Defesa russo, major-general Igor Konashenkov, afirmou que jatos russos atingiram alvos que estavam pelo menos 20 quilômetros distantes de Aleppo, não na própria cidade.