EUA criam 120 mil empregos em novembro

Empresas privadas continuam a abrir novas vagas em um ritmo saudável, segundo dados divulgados hoje pelo Departamento de Trabalho norte-americano

A economia dos EUA criou 120 mil empregos em novembro, com os empregadores privados continuando a abrir novas vagas em um ritmo saudável, segundo dados divulgados hoje pelo Departamento de Trabalho. Mas o avanço ficou um pouco abaixo da previsão dos economistas ouvidos pela Dow Jones, que previam a criação de 125 mil vagas.

As empresa privadas abriram 140 mil empregos em novembro, enquanto o setor público (formado pelos governos federal, estaduais e municipais) fechou 20 mil vagas.

Os números do payroll de outubro foram revisados em alta, mostrando um ganho de 100 mil empregos naquele mês, da leitura original de 80 mil. O dado de setembro também foi revisto, passando da criação de 158 mil vagas para a abertura de 210 mil postos de trabalho.

O relatório do Departamento de Trabalho mostra que alguns setores da economia tiveram um desempenho melhor do que outros. No varejo foram criadas 50 mil vagas em novembro, com boa parte delas vindo das lojas de roupas e eletroeletrônicos. O setor de lazer e hotelaria abriu 22 mil postos, enquanto o setor de saúde gerou 17 mil empregos. No setor de manufatura os postos de trabalho ficaram praticamente estáveis.

O ganho médio por hora trabalhada dos norte-americanos recuou US$ 0,02 em novembro, para US$ 23,18. Os salários acumulam alta de 1,8% nos últimos 12 meses, abaixo da inflação de 3,6% no período. As informações são da Dow Jones.