EUA criam 117 mil postos de trabalho em julho

O número surpreendeu os analistas, que esperavam a criação de apenas 75 mil vagas

Washington – A economia dos EUA criou 117 mil novos empregos em julho, mais do que as 75 mil vagas esperadas, segundo o Departamento do Trabalho, em um movimento que pode ajudar a reduzir as preocupações com uma nova recessão no país.

Os dados do payroll dos dois meses anteriores foram revisados em alta em um total de 56 mil, para mostrar criação de 46 mil vagas em junho e 53 mil vagas em maio.

O relatório mostrou que o setor privado, que corresponde a 70% da força de trabalho dos EUA, criou 154 mil empregos em julho, acima dos 80 mil de junho. O setor de manufatura abriu 24 mil vagas, mais do que o dobro do registrado um mês antes. Até mesmo o debilitado setor de construção teve bom desempenho, com aumento de 8 mil no número de empregos.

No entanto, o setor público continuou reduzindo a quantidade de postos de trabalho, com queda de 37 mil em julho, pelo nono mês seguido.

Do total de 6,2 milhões de norte-americanos desempregados em julho, 44,4% estavam sem emprego há mais de seis meses.

A renda dos norte-americanos cresceu moderadamente. Os ganhos médios por hora aumentaram US$ 0,10, para US$ 23,13. Durante o último ano, os ganhos subiram apenas 2,3%.

Taxa de desemprego

A taxa de desemprego caiu para 9,1% em julho nos Estados Unidos, de 9,2% em junho, informou o Departamento do Comércio. Economistas ouvidos pela Dow Jones esperavam que a taxa ficasse inalterada em 9,2%. As informações são da Dow Jones.