EUA confiscam 12 toneladas de cocaína avaliadas em US$ 360 milhões

A droga, confiscada por três embarcações da guarda costeira, foi descarregada na manhã de hoje

Miami — A guarda costeira dos Estados Unidos confiscou cerca de 12 toneladas de cocaína avaliadas em US$ 360 milhões em 12 interceptações realizadas em águas internacionais no leste do Oceano Pacífico, informou nesta sexta-feira a instituição federal em comunicado.

A droga, confiscada por três embarcações da guarda costeira, foi descarregada na manhã de hoje em sua base em Miami Beach, no sudeste da Flórida.

A carga apresentada é resultado de 12 interceptações feitas em águas do Pacífico, concretamente em áreas próximas da costa do México, da América Central e da América do Sul, segundo a guarda costeira americana.

Apenas os efetivos da embarcação “Tampa” apreenderam em seis operações um total de 8.280 quilos de cocaína, enquanto a “Venturous” interceptou em outras quatro ações contra o narcotráfico um total de 3.276 quilos de droga.

A embarcação “Dependable”, por sua vez, interceptou em duas operações um total de 1.338 quilos de cocaína.

“A tripulação de ‘Tampa’ está extremamente orgulhosa do trabalho realizado nos últimos três meses. Há poucas coisas mais frustrantes que as diligências que não dão resultado, e nenhuma mais gratificante que cumprir uma missão muito importante com impacto”, disse o comandante Nicholas Simmons, oficial responsável pela embarcação.

A guarda costeira americana aumentou sua presença no Pacífico Oriental e na Bacia do Caribe, áreas usuais para o trânsito “de drogas vindas das Américas Central e do Sul”, como parte da sua estratégia de combate ao tráfico de entorpecentes no hemisfério.

A luta contra as redes do crime organizado transnacional nas bacias do Pacífico Oriental e do Caribe requer a união de esforços em todas as etapas, desde a “detecção, o monitoramento e a interceptação”, até a ação dos fiscais americanos na Flórida, na Califórnia, em Nova York, na Costa do Golfo, em Porto Rico, etc., acrescentou a guarda costeira no comunicado.