EUA: atirador invade empresa, mata 5 e comete suicídio

Outras três pessoas ficaram feridas, duas delas em estado grave. O atirador foi identificado mais tarde como Andrew Engeldinger, de 36 anos

Minneapolis – Um homem armado invadiu o escritório onde trabalhava, matou cinco pessoas e então cometeu suicídio, afirmou a polícia da cidade de Minneapolis, Estados Unidos. Outras três pessoas ficaram feridas, duas delas em estado grave. O atirador foi identificado mais tarde como Andrew Engeldinger, de 36 anos. O chefe da polícia de Minneapolis, Tim Dolan, disse nesta sexta-feira que o atirador foi demitido da empresa na manhã da quinta-feira, mas voltou ao local às 16h25, quando desfechou o ataque. O dono da empresa, o israelense americano Reuven Rahamim, foi morto a tiros.

Dolan disse que a polícia fez uma busca na casa do atirador e encontrou uma pistola e mais de 10 mil cartuchos de munição. No ataque, Engeldinger usou uma pistola Glock de calibre 9. O ataque na empresa durou não mais que 10 ou 15 minutos, segundo a polícia. Entrevistado pela imprensa de Minneapolis, um tio do atirador disse que ele poderia ter problemas mentais, “mas não era nenhum monstro”. Os pais e as duas irmãs de Engeldinger não quiseram comentar a tragédia. A polícia investiga possíveis motivos para o crime.

A polícia foi chamada na tarde de quinta-feira (horário local), mas quando chegou na Accent Signage Systems o tiroteio já terminara. O jornal Minneapolis Star Tribune confirmou que o atirador era um ex-funcionário que foi demitido recentemente e que o dono da companhia estava entre os mortos, afirmou o jornal. A empresa especializada na produção de placas é localizada em uma área residencial no norte da cidade e emprega 25 pessoas. O dono da empresa, Reuven, tinha 61 anos. Nascido em Israel, ele vivia nos EUA há algumas décadas.

“Quando os agentes chegaram no local, ajudaram a retirar os empregados, socorrer as vítimas e procurar o suspeito, mas encontraram as quatro vítimas mortas, com ferimentos de bala”, disse o porta-voz da polícia, Stephen McCarthy.

As informações são da Associated Press e Dow Jones.