EUA aplicam novas sanções a Rússia e Ucrânia por crise na Crimeia

Três pessoas e 9 entidades dos dois países tiveram ativos congelados por apoiarem com "investimentos privados e projetos de privatização" a anexação russa

Washington – O governo dos Estados Unidos impôs nesta quinta-feira, 8, sanções a três pessoas e nove entidades procedentes de Rússia e Ucrânia por apoiarem com “investimentos privados e projetos de privatização” a anexação russa da península da Crimeia em março de 2014.

A porta-voz do Departamento de Estado americano, Heather Nauert, informou que os sancionados também foram punidos por Washington por participarem de “graves abusos contra os direitos humanos” em partes da Ucrânia a fim de promoverem a “ocupação ou o controle” da Rússia.

Como consequência das sanções, ficam congelados os ativos que essas entidades ou pessoas tenham nos EUA e, além disso, os americanos passam a ser proibidos de fazer transações financeiras com elas.