EUA: 45% querem o impeachment de Donald Trump

Em abril, 40% dos norte-americanos queriam o impeachment do presidente Trump

Nova York — O número de norte-americanos que acreditam que o presidente Donald Trump deveria sofrer um impeachment cresceu 5 pontos percentuais, para 45%, desde meados de abril, enquanto mais da metade dos entrevistados disse que as múltiplas investigações do Congresso sobre Trump interferiam com assuntos importantes do governo, mostrou uma pesquisa da Reuters/Ipsos publicada nesta quinta-feira.

O levantamento, conduzido na segunda-feira, não deixou claro se os norte-americanos cansados das investigações queriam que os democratas da Câmara dos Deputados retirem as investigações ou pressionem adiante de maneira agressiva e consigam aprovar o pedido de impeachment.

A pergunta é urgente para os principais líderes democratas na Câmara, que ainda analisam se entram com procedimentos de impeachment, apesar da provável e intransponível oposição que o pedido enfrentaria no Senado, controlado pelos republicanos.

Na quinta-feira, a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, ressaltou que os líderes dos comitês investigativos da casa estavam abordando a questão passo a passo.

“Isso é bem metódico, bem baseado na Constituição”, disse Pelosi. “Não iremos proceder mais rápido ou mais devagar do que os fatos.”

Além dos 45% favoráveis ao impeachment de Trump, a pesquisa descobriu que 42% acreditam que Trump não deveria ser impedido. O restante afirmou não ter uma opinião sobre o assunto.

Em comparação, uma pesquisa feita entre 18 e 19 de abril apurou que 40 por cento dos norte-americanos queriam o impeachment do atual presidente.