“Estamos no limite” sobre a Venezuela, diz Bolsonaro

"A história tem nos mostrado que as ditaduras não passam o poder para a respectiva oposição de maneira pacífica", disse o presidente

São Paulo – O presidente Jair Bolsonaro disse, em entrevista à RecordTV nesta quarta-feira, 23, que o Brasil está no “limite” do que pode fazer para restabelecer a democracia na Venezuela.

“A história tem nos mostrado que as ditaduras não passam o poder para a respectiva oposição de maneira pacífica. Nós tememos ações da ditadura Maduro. Há países fortes dispostos a outras consequências, como recentemente anunciado por Trump. Obviamente o Brasil acompanha com muita atenção. Estamos no limite do que podemos fazer para restabelecer a democracia naquele país”, disse Bolsonaro em Davos, na Suíça, onde participa do Fórum Econômico Mundial.

Nesta quarta, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse, ao reconhecer Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela, que “todas as opções estão sobre a mesa” para lidar com o país.

O governo brasileiro também reconheceu o presidente da Assembleia Nacional venezuelana, liderada pela oposição, como líder do país vizinho, no lugar de Nicolás Maduro.