Estados Unidos aumentam presença naval na região do Golfo

Americanos aumentaram sua presença naval na região do Golfo com a chegada de um porta-aviões e continuação da estadia no Oceano Índico de outra embarcação

Washington – Os Estados Unidos aumentaram sua presença naval na região do Golfo com a chegada do porta-aviões Harry S. Truman ao Mar Arábico e continuação da estadia no Oceano Índico do porta-aviões Nimitz, informaram nesta quinta-feira e os veículos de imprensa.

A rede “CBS” de televisão informou que Truman deveria substituir o Nimitz, dentro de uma rotação regular dos porta-aviões e de suas respectivas frotas, mas o Pentágono ordenou que o Nimitz não retorne ainda a seu porto em Everett (Washington).

O Nimitz, primeiro de sua categoria, é uma das maiores embarcações de guerra no mundo, transporta dezenas de aviões de combate, e seu grupo de combate compreende seis destróieres e uma fragata.

De acordo com a “CBS” há dois submarinos, um americano e um britânico, no leste do Mar Mediterrâneo, além de quatro destróieres americanos posicionados no local durante a última semana. Um quinto destróier, também equipado com mísseis de cruzeiro, se dirige à área.

Cada um dos destróieres leva pelo menos 40 mísseis de cruzeiro, projéteis guiados por satélite com uma carga explosiva de quase meia tonelada, alcance de 1.600 quilômetros e precisão de alvo de cerca de cinco metros.