Estados Unidos apresentam maior crescimento desde 1999

No ano passado, a economia americana avançou 4,4%, mas os analistas alertam para a desaceleração da atividade no quarto trimestre

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos cresceu 4,4% no ano passado, segundo o Departamento de Comércio do país. Trata-se do melhor resultado desde 1999, quando a economia avançou 4,5%. Em relação a 2003, quando o PIB apresentou alta de 3%, o resultado também foi considerado expressivo pelos analistas.

Apesar do bom desempenho, os americanos terminaram o ano preocupados com os sinais de desaceleração sentidos no quarto trimestre. O aprofundamento do déficit comercial anulou boa parte da expansão econômica desse período, em oposição ao crescimento do mercado interno e ao controle da inflação.

Entre outubro e dezembro, o país cresceu a uma taxa anualizada de 3,1%. Segundo o americano The Wall Street Journal, esse foi o pior resultado dos Estados Unidos desde o primeiro trimestre de 2003, quando a economia avançou apenas 1,9%. O desempenho também indica uma freada do país no último terço do ano passado. No segundo trimestre, por exemplo, o PIB havia crescido 3,3% e, no terceiro, 4%.

A balança comercial americana era acompanhada pelos analistas com especial interesse desde novembro, quando o déficit comercial atingiu o valor recorde de 60,3 bilhões de dólares uma alta de 7,7% sobre outubro. De acordo com o governo americano, o déficit cortou 1,73 ponto percentual do crescimento do PIB no quarto trimestre. No mesmo período, as exportações dos Estados Unidos caíram 3,9%, enquanto as importações avançaram 9,1%. Entre julho e setembro, as vendas ao exterior haviam subido 6% e as compras, 4,6%.