Estado Islâmico tenta recuperar posições perdidas em Kobane

Combatentes do grupo radical continuavam com enfrentamentos com milicianos curdos, para recuperar posições perdidas na cidade de Kobane

Beirute – Os combatentes do grupo radical Estado Islâmico (EI) continuam nesta quarta-feira com os enfrentamentos com os milicianos curdos em uma tentativa de recuperar as posições perdidas no leste da cidade de Kobane, no norte da Síria e próxima da fronteira com a Turquia, em meio a bombardeios da coalizão internacional, informaram ativistas.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) detalhou que os combates se desenvolvem no bairro de Kani Arabane, que foi tomado pelos jihadistas há dois dias, mas que ontem tiveram que recuar em algumas de suas ruas.

Em paralelo, há uma troca de tiros entre o EI e as Unidades de Proteção do Povo Curdo (YPG, sigla em língua curda) no sul da cidade.

Os extremistas também lançaram bombas contra o centro da cidade, sem que se saiba se houve vítimas.

Além disso, os aviões da coalizão internacional retomaram hoje os bombardeios contra áreas onde se concentram os combatentes do EI no leste de Kobane.

Essa cidade, localizada na província de Alepo (norte), é um dos três principais enclaves curdos da Síria e vem sendo alvo de investidas do EI há três semanas.

Por outro lado, na província de Al Raqqah (nordeste), a coalizão também atacou o aeroporto militar de Al Tabaqa, controlado pelos extremistas.

Al Raqqah é o principal bastião na Síria do EI, que em junho proclamou um califado nesse país e no Iraque.