Estado Islâmico assume ataque de Bruxelas

A autoria do ataque a faca contra soldados em Bruxelas foi reivindicada pelo grupo extremista

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou, neste sábado (26), a autoria do ataque a faca contra soldados em Bruxelas – de acordo com nota divulgada no aplicativo Telegram por seu órgão de propaganda, a Amaq.

“O agressor do ataque de Bruxelas era um dos soldados do Estado Islâmico”, diz o comunicado, que cita uma “fonte de segurança”.

O texto acrescenta que “a operação foi realizada em resposta aos chamados para atingir os Estados da coalizão” internacional” que opera contra o EI na Síria e no Iraque e inclui a Bélgica.