Estado Islâmico adverte EUA sobre perigo do envio tropas

O grupo radical advertiu os Estados Unidos sobre o envio de tropas ao Iraque, que visa deter o avanço dos jihadistas

Cairo – O grupo radical Estado Islâmico (EI) advertiu os Estados Unidos nesta quarta-feira sobre o perigo da ampliação da campanha contra o avanço jihadista no Iraque e na Síria com um vídeo intitulado de “As chamas da guerra: a luta acaba de começar”.

O centro de informação do EI, Al-Hayat, elaborou o vídeo como um “trailer” de filme de guerra, com 52 segundos de duração, no qual frases escritas acompanham as imagens.

A produção é uma resposta à decisão do presidente americano, Barack Obama, de aumentar os ataques a posições jihadistas.

O EI intercala imagens de ataques dos combatentes radicais a tanques e soldados americanos com declarações de Obama, garantindo que o Exército não voltaria a lutar no Iraque.

“Se as circunstâncias mudarem, recomendaria que as tropas acompanhassem de perto o combate e também as tropas iraquianas ou curdas neste tipo de missão, embora atualmente eu não considere necessário”, disse na terça-feira o general Martin Dempsey, chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA.

Obama anunciou na quarta-feira da semana passada que a operação militar contra o Estado Islâmico se ampliava à Síria e se intensificaria no Iraque, com mais ataques aéreos para apoiar as forças iraquianas e curdas que lutam no território contra os extremistas islâmicos.

De acordo com a ampliação da campanha, Obama autorizou o envio de mais 475 militares ao país, somando assim cerca de 1.600 desde o começo dos ataques.

//www.youtube.com/embed/Xo0uOOGIWG8