Esposa de López pede que médico pessoal examine o opositor

Lilian Tintori pediu ao governo que permita que um médico de confiança avalie a situação "crítica" do político, que começou greve de fome há 25 dias

Caracas – Lilian Tintori, esposa do opositor Leopoldo López, pediu nesta quinta-feira ao governo da Venezuela que permita que um médico de confiança avalie a situação “crítica” do político, que começou há 25 dias uma greve de fome, e convocou uma passeata para o próximo sábado.

Rogamos ao governo nacional que tenha, por favor, humanidade, piedade, para que Leopoldo López possa ser checado por um médico de confiança, um médico pessoal. 25 dias em greve de fome e não sabemos como está”, disse Tintori em entrevista coletiva em uma praça do município de Chacao.

Acompanhada de uma dúzia de dirigentes do partido de López, Vontade Popular (VP), também em greve de fome, Tintori assegurou que seu marido entrou em uma “semana crítica”.

“Por favor, deixem o médico entrar para ver Leopoldo López, para pegar uma amostra de sangue e urina, para ver como está realmente a saúde de Leopoldo, que tudo indica que é crítica”, insistiu Tintori em um pedido dirigido ao governo presidido por Nicolás Maduro.

Tintori convocou também uma manifestação no próximo sábado em Caracas para respaldar os opositores em greve de fome e as reivindicações feitas por López ao começar o protesto, que inclui a libertação dos que consideram “presos políticos” e a fixação de uma data para eleições legislativas.

A greve de fome promovida por López foi acompanhada por uma centena de opositores, segundo estimativas do VP, entre eles os principais dirigentes do partido fundado pelo opositor preso.