Esposa de Bashar Al-Assad passa por tratamento contra câncer de mama

Asma Al-Assad, casada com o presidente sírio desde 2000, está fazendo o tratamento em um hospital militar de Damasco

Beirute – A esposa do presidente Bashar al-Assad, passa por tratamento contra o câncer de mama em um hospital militar de Damasco, informou nesta quarta-feira a Presidência da Síria.

“Com força, confiança e fé, a senhora Asma al Assad começa a etapa inicial do tratamento contra o tumor maligno no peito e que foi descoberto em fase inicial”, afirmou a Presidência em um tweet.

Ao lado da mensagem, foi postada uma fotografia de Asma sentada em uma cadeira, vestida de forma singela com calças jeans e uma camiseta, com um tubo de administração intravenosa e mais magra do que o habitual.

O líder sírio aparece ao lado da esposa sentado em outra cadeira, em um singelo e pequeno quarto de hospital, e ambos não olham diretamente para câmera.

A agência de notícias oficial síria “Sana” divulgou a notícia e apontou que Asma recebe tratamento em um hospital militar de Damasco, sem especificar qual.

Em várias ocasiões desde o começo da guerra na Síria em 2011 existiam rumores de que a esposa de Assad tinha deixado o país por motivos de segurança e, inclusive, quando explodiu o conflito foi ventilada a possibilidade de Asma deixar o marido porque se opunha à violência exercida pelo Governo contra o povo.

No entanto, permaneceu junto ao marido durante todo o conflito e mostrou apoio ao presidente em vários atos públicos, nos quais Asma ofereceu o rosto mais humano do regime, como nos encontros com as famílias dos “mártires” das forças governamentais.

Asma nasceu no Reino Unido e foi viver a Damasco no final de 2000 para se casar com Bashar, com quem tem três filhos.