Especialistas franceses vão investigar acidente na Argentina

Dez corpos das vítimas foram levados para o necrotério de La Rioja, onde começarão a ser identificados após a tragédia que abalou a França

La Rioja – Dois especialistas franceses são esperados nesta quarta-feira em Villa Castelli, noroeste da Argentina, para se unirem à equipe de investigação do choque entre dois helicópteros que deixou dez mortos, entre eles astros do esporte francês e dois pilotos argentinos.

Os integrantes do Escritório de Investigação e Análise (BEA) francês vão ajudar os especialistas argentinos que já examinam os restos dos helicópteros accidentados em busca de explicação para sua colisão em pleno voo na província argentina de La Rioja.

Os dez corpos das vítimas foram levados para o necrotério de La Rioja, onde começarão a ser identificados após a tragédia que abalou a França.

O secretário de Segurança de La Rioja, Luis César Angulo, informou que os corpos ficaram irreconhecíveis pela ação do fogo.

O impacto entre as duas aeronaves aconteceu em pleno voo e baixa altitude ocorrido em Villa Castelli, remoto povoado da província de La Rioja, onde ocorriam as filmagens do programa de sobrevivência “Dropped”, para o canal francês TF1.

A França lamentou as mortes da navegadora Florence Arthaud, da nadadora Camille Muffat e do boxeador Alexis Vastine, medalhistas nas Olimpíadas de Londres 2012 e Pequim 2008, respectivamente.

Um dos helicópteros envolvidos no acidente “repentinamente se desviou de sua trajetória e se chocou contra o outro”, relatou Franck Firmin-Guion, presidente da produtora ALP, responsável pelas filmagens do programa.

Os dois pilotos argentinos também morreram na tragédia.