Espanha e Itália podem enfrentar corte de gás da Líbia

Os dois países são os únicos da Europa que importam o combustível da Líbia

– A Comissão Europeia considerou nesta terça-feira que a Espanha e a Itália têm condições de enfrentar uma hipotética interrupção no fornecimento de gás a partir da Líbia, por causa dos protestos no país, já que suas importações procedentes desse país representam uma pequena cota.

“Espanha e Itália (os únicos dois países da UE que importam gás da Líbia) podem facilmente buscar em outros países combustível para evitar interrupção de abastecimento”, garantiu em entrevista coletiva o porta-voz de Energia da Comissão Europeia, Marlene Holzner.

Holzner lembrou que a Espanha compra da Líbia uma quantia de gás equivalente a 1,5% das importações e a Itália 12%, em ambos os casos, como opinou, são pouco significativas.

A escala europeia tem “gás suficiente para abastecer famílias e companhias”, acrescentou a porta-voz, quem garantiu que a UE seguirá mantendo uma política de diversificação de suas fontes e vias de abastecimento, com especial atenção na região do Cáspio, para reduzir sua dependência da Rússia.