Eslovênia indenizará homem atacado por urso em 253 mil euros

Decisão considerou que o Estado tem a responsabilidade objetiva do ataque porque administra as florestas e a fauna selvagem

Belgrado – O governo da Eslovênia terá que indenizar com 253 mil euros e pagar uma renda vitalícia de 910 euros mensais a um homem que ficou tetraplégico após ser atacado por uma ursa.

A decisão, anunciada neste sábado pelo Tribunal do Distrito de Liubliana, considerou que o Estado tem a responsabilidade objetiva do ataque porque administra as florestas e a fauna selvagem, afirmou o site do jornal ‘Slovenske Novice’.

A vítima é o caçador Peter Zalar, de 35 anos, que foi atacado no dia 11 de março de 2007 por uma ursa em uma floresta dos arredores da cidade de Cerknice.

Segundo Zalar, o ataque ocorreu quando passeava pela floresta junto com sua namorada e o pai dela para buscar um terreno adequado onde pôr sal a fim de atrair cervos.

O tribunal considerou que Zalar contribuiu em parte ao ataque por passear pela região no período em que as ursas vigiam suas crianças e costumam ser muito agressivas quando alguém se aproxima.