Eslovênia bloqueia trem com refugiados vindo da Croácia

A Polícia da Eslovênia bloqueou, na fronteira com a Croácia, a passagem do primeiro trem com 250 refugiados do Oriente Médio com origem no país vizinho

Zagreb – A Polícia da Eslovênia bloqueou nesta quinta-feira na cidade de Dobova, na fronteira com a Croácia, a passagem do primeiro trem com 250 refugiados do Oriente Médio com origem no país vizinho, informou a agência de notícias eslovena “STA”.

Outros grupos de imigrantes chegaram pela estrada ao ponto fronteiriço croata de Bregana, mas ainda não puderam entrar na Eslovênia, de acordo com a emissora pública eslovena “TvSlo”.

Sites eslovenos publicaram hoje fotos com os refugiados sírios sentados na estrada com cartazes com mensagens como “Só somos refugiados”, “Queremos paz” e “Deixem-nos passar”.

Cerca de 9 mil refugiados do Oriente Médio entraram desde ontem na Croácia vindos da Sérvia. A grande maioria tem pressa em prosseguir para a Eslovênia e depois aos países da Europa Ocidental, sobretudo para Alemanha e Suécia.

Não está claro, no entanto, como será o tratamento dado aos imigrantes pela Eslovênia. O governo local anunciou hoje que “não permitirá o estabelecimento de um corredor para refugiados” através do país.

O primeiro-ministro, Miro Cerar, disse que seu país está comprometido com a proteção das fronteiras estabelecidas nos Acordos de Schengen. E afirmou que enviará de volta à Croácia todos os que não pedirem asilo no país ou que tentarem cruzar a fronteira de forma ilegal ou sem a documentação adequada.

Apesar de integrar a União Europeia (UE), a Croácia não faz parte da região de livre fronteira de Schengen, assim como a Eslovênia.

Alguns veículos de comunicação croatas afirmaram hoje que grupos de refugiados já foram enviados de volta pelo país vizinho.