Erupção do vulcão Merapi faz primeira vítima fatal

Bebe de três meses é o primeiro a morrer devido a erupção na Ilha de Java

Jacarta – Fontes oficiais confirmaram nesta terça-feira que um bebê é a primeira vítima fatal da erupção do vulcão Merapi, na ilha de Java, que já deixou outras 13 pessoas feridas.

Fontes do hospital Panti Nugroho, de Yogyakarta, confirmaram a entrada de 13 pessoas com ferimentos e a morte de um bebe de três meses em decorrência de um grave problema respiratório causado pela inalação de cinzas.

Segundo o centro médico, nove pessoas de idade avançada deram entrada por problemas respiratórios e outras quatro por queimaduras.

Na segunda-feira, as autoridades começaram a evacuar 40 mil pessoas para estabelecer um raio de segurança de dez quilômetros em torno da cratera da montanha, com 2.914 metros de altura do nível do mar.

No começo da noite em Java, militares, agentes policiais e funcionários civis protegidos por máscaras brancas continuavam com o processo de evacuação em caminhões do Exército e caminhonetes, segundo imagens da emissora “Metro TV”.

Fontes da Cruz Vermelha Indonésia indicaram que distribuíram cobertores, plásticos e tendas nos centros de acolhimento que foram organizados na região do vulcão.

Os responsáveis pelo acompanhamento da atividade vulcânica advertiram que a alta pressão no interior do vulcão tinha alcançado um nível perigoso e que uma grande explosão poderia ocorrer se a energia não fosse liberada gradualmente.

A prioridade dos serviços de resgate é crianças, mulheres e idosos, mas as equipes estão preocupadas com os camponeses, que resistem em abandonar suas plantações.

Ao longo do fim de semana, a atividade do Merapi aumentou até superar as 500 explosões diárias e quase 200 pequenas erupções de lava por dia.

Há quatro anos, quando o Merapi explodiu pela última vez, duas pessoas morreram. Um terremoto e uma nuvem de cinza incandescente e gás que envolveu a cidade de Yogyakarta.

Indonésia está sobre o chamado anel de fogo do Pacífico, uma região de grande atividade sísmica, ao menos 129 dos mais de 400 vulcões estão ativos.