Erupção do Kilauea deixa em alerta o Havaí

Considerado um dos mais ativos do mundo, o vulcão registrou atividade intensa neste fim de semana, expelindo fumaça e lavas a 20 metros de altura. Confira imagens

São Paulo – Em erupção contínua há 28 anos, o Kilauea, no Havaí, apresenta atividade intensa desde o fim de semana. Na tarde de sábado, o movimento de uma de suas maiores crateras, a O'o Pu'u, de 165 metros de profundidade, provocou a abertura de uma fenda extensa a sudoeste, em uma região pouco povoada, mas de vegetação abundante e nunca antes afetada. No domingo, a fúria era tamanha, que as lavas expelidas chegavam a altura de 20 metros.

De acordo com a agência de notícias Reuters, não há registros de vítimas fatais, nem de feridos, mas as autoridades locais alertaram a população e os visitantes a manter distância do vulcão, que fica no Parque Nacional do Havaí. Segundo cientistas do Centro Geológico dos EUA, as erupções podem ocorrer de formar rápida e inesperada.

Por segurança, o ponto turístico foi parcialmente fechado. Entretanto, o espetáculo natural continua. O gigante em chamas, um colosso de mil e cem metros de altura, pode ser observado de uma área protegida no parque, distante 2,5 km da região isolada. Confira a seguir imagens do Kilauea em ação, disponíveis no site do Observatório de Vulcões do Havaí.