Erdogan diz que Turquia cobrirá “a maioria das necessidades” da Venezuela

O governante turco destacou que as relações econômicas entre ambos países têm um grande potencial e que busca uma colaboração "sustentada"

Caracas – O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou nesta segunda-feira, 3, durante a visita oficial que faz a Caracas, que seu país cobrirá “a maioria das necessidades da Venezuela”, que vive uma grave crise econômica e social.

“Nós vamos cobrir a maioria das necessidades da Venezuela. Temos esta força, temos esta oportunidade. Gostaria de destacar isso”, declarou Erdogan em um encontro com o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, que teve a presença de empresários turcos.

O presidente turco desembarcou ontem à noite na capital da Venezuela para fazer sua primeira visita oficial ao país, com o qual revisará e assinará convênios de cooperação, entre outros acordos.

No encontro, no qual participaram 50 empresários turcos e 150 venezuelanos, o presidente da Turquia indicou que está disposto a colaborar em distintas áreas da economia, mas que é preciso “melhorar o ambiente de negócios para os empresários”.

“E temos que continuar com a parceria, eu desejo que esta reunião seja benéfica para os empresários da Venezuela e da Turquia”, continuou Erdogan, ao assinalar que quer fortalecer o processo iniciado em Istambul no último mês de julho. “Queremos fortalecer o processo que começamos em Istambul, em investimentos, em energia, em mineração, no turismo, na agricultura, no transporte, na saúde, na educação, na segurança, temos muitíssimo potencial de colaborar em todos estes campos de negócios”, frisou.

O governante turco destacou que as relações econômicas entre ambos países têm um grande potencial e que sua intenção com a visita a Caracas é que este seja o início de uma colaboração “sustentada” e “diversificada”.

Além disso, condenou o fracassado atentado que o presidente Maduro sofreu no último mês de agosto durante um ato com militares e disse que essa foi “uma ameaça ao desejo de independência da Venezuela”. “Eles quiseram roubar a vontade do povo da Venezuela e eu gostaria de dizer que não aceitamos esta conduta e a Turquia dá o seu apoio à Venezuela em nível presidencial”, ressaltou Erdogan.