Erdogan chama Israel de Estado terrorista que mata crianças

"Não abandonaremos Jerusalém a um estado que mata crianças", afirmou o presidente turco

Israel é um “Estado terrorista” que “mata crianças”, afirmou neste domingo o presidente turco Recep Tayyip Erdogan, que se comprometeu a lutar por todos os meios contra o reconhecimento de Jerusalém como capital israelense.

“Palestina é uma vítima inocente”, disse Erdogan. “Israel é um estado terrorista, Sim, terrorista!”, afirmou em um discurso pronunciado em Sivas. “Não abandonaremos Jerusalém a um estado que mata crianças”, completou.

As declarações aconteceram poucos dias depois da decisão do governo dos Estados Unidos de reconhecer Jerusalém como capital de Israel.

Neste domingo, antes do discurso de Erdogan, o governo turco pediu aos muçulmanos que consigam ir além das condenações na reunião da OCI prevista para quarta-feira em Istambul para examinar a decisão dos Estados Unidos.

“É necessário que uma posição comum, uma atitude que vá além das condenações, saia da reunião de cúpula da Organização da Cooperação Islâmica” (OCI), afirmou o porta-voz do governo turco Bekir Bozdag.