Equipe da BBC é apedrejada na Argentina por provocação

Provocação teria partido de uma menção das ilhas Malvinas como "Falklands", forma como é chamado o território no Reino Unido

Buenos Aires - Uma equipe de filmagens da rede britânica <strong><a href="http://www.exame.com.br/topicos/bbc">BBC</a></strong> foi apedrejada na Terra do Fogo, sul da <strong><a href="http://www.exame.com.br/topicos/argentina">Argentina</a></strong>, e seus integrantes declarados 'personae non gratae' na capital provincial, acusados de debochar dos argentinos lembrando a Guerra das Malvinas nas placas de seus carros.</p>

“Foi uma provocação pura e simples, suas placas tinham o número 982, em referência ao ano da guerra (1982), e às letras FLK, de Falklands, um deboche para nós”, declarou César González, presidente do Centro de Ex-combatentes das Malvinas de Río Grande, capital da Terra do Fuego.

As Malvinas são chamadas de Falklands na Grã-Bretanha.

As placas de outros dois carros estariam fazendo alusão ao número de vítimas argentinas e britânicas da guerra.

O registro oficial da guerra travada entre a Argentina e o Reino Unido pelas ilhas sob domínio britânico foi de 649 mortos argentinos e 255 britânicos.

A equipe do programa “Top Gear”, um dos mais populares da tv britânica, e seu apresentador, Jeremy Clarkson, foram atacados com pedras e tiveram que fugir. O caso aconteceu na quinta-feira.

Eles já haviam enfrentado problemas no México, em 2011, quando seus comentários irritaram o governo mexicano, que enviou uma carta de protesto à BBC.

Ao se referir ao primeiro carro esportivo desenhado e produzido no México, o apresentador Richard Hammond disse que o automóvel “refletia as características nacionais, porque os carros mexicanos são preguiçosos, irresponsáveis, flatulentos e gordos”.