Eólica e solar se destacam em inscrição para leilão, diz EPE

O leilão, que vai contratar eletricidade para abastecer o mercado consumidor nacional a partir de 2016, teve 784 projetos cadastrados junto à EPE

Rio – As fontes eólica e solar foram destaque nas inscrições de projetos para participar do leilão de energia A-3, marcado pelo governo federal para 18 de novembro, informou a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) nesta quinta-feira, 5.

O leilão, que vai contratar eletricidade para abastecer o mercado consumidor nacional a partir de 2016, teve 784 projetos cadastrados junto à EPE, somando 19.413 megawatts (MW) em capacidade instalada.

Os parques geradores respondem por 629 projetos (80,2% do total), com 15.042 MW (77,5%) de capacidade instalada. Segundo a EPE, o “resultado do cadastramento reflete o aquecimento do mercado de energia eólica no Brasil”.

A geração solar ficou com 109 projetos do tipo fotovoltaico (potência instalada de 2.729 MW) e 10 empreendimentos do tipo heliotérmico (290 MW). Segundo a EPE, é a primeira vez que a geração solar participa dos leilões públicos de energia promovidos pelo governo.

Foram cadastrados também 16 projetos de pequenas centrais hidrelétricas (PCHs), com capacidade de 295 MW. As usinas termelétricas a biomassa tiveram 15 projetos, com capacidade de 504 MW.

Outras fontes para termelétricas tiveram menos projetos cadastrados: a biogás (dois projetos, com 39 MW) e a gás natural (dois projetos, com 469 MW).