Embarcação destrói mansão da realeza otomana na Turquia

Navio mercante destruiu partes de uma mansão da realeza otomana situada nas margens do Estreito de Bósforo

Istambul – Um navio mercante destruiu nesta terça-feira partes de uma mansão da realeza otomana situada nas margens do Estreito de Bósforo, em Istanbul, na Turquia, ao se chocar contra um dos lados do edifício de madeira, informou a emissora “CNNTÜRK”.

O cargueiro Majed and Randy, com 99 metros de comprimento e 3.900 toneladas de peso, que navega com bandeira de Serra Leoa, colidiu, por motivos ainda desconhecidos, contra a mansão Ethem Pertev Yali, construída na década de 1860.

Os danos no edifício foram consideráveis, já que a proa da embarcação derrubou parte da estrutura do andar superior do edifício, mas não há registro de feridos.

Considerado um dos exemplos mais belos de ‘yalis’, casas de madeira edificadas nas margens do Bósforo para o veraneio de sultões e embaixadores, a Ethem Pertev foi desenhada para ser uma das favoritas do sultão Abdulmecid I.

Só existem 99 ‘yalis’ com ‘pedigree’, ou seja, com documentação exata sobre sua construção para personagens da corte otomana e suas transferências posteriores. Algumas dessas mansões estão entre as mais caras do mundo e são cobiçadas por milionários.

A embarcação, que navegava da Romênia para Beirute, no Líbano, não sofreu danos, mas interrompeu sua viagem e baixou sua âncora em um trecho do Estreito de Bósforo, uma via marítima cuja largura não supera os 700 metros em seu ponto mais estreito e por onde passam 55 mil navios por ano.