Embaixador dos EUA promete redobrar esforços no Afeganistão

A Otan retirou seus conselheiros dos ministérios do governo afegão após o ataque de retaliação à queima de exemplares do Alcorão em uma base americana no país

O embaixador americano no Afeganistão prometeu neste domingo “redobrar” os esforços americanos no país, apesar do ataque talibã contra o ministério do Interior em Cabul que matou dois oficiais dos EUA no sábado.

A Otan retirou seus conselheiros dos ministérios do governo afegão após o ataque da véspera, que teria a cumplicidade de um oficial da inteligência afegã e foi uma retaliação à queima de exemplares do Alcorão em uma base americana no país.

“A tensão está crescendo aqui, mas acredito que precisamos manter a calma e retornar a um ambiente normal, para poder voltar ao trabalho”, afirmou o embaixador americano Ryan Crocker, no sexto dia de violentos protestos contra os Estados Unidos.

“Agora não é o momento de decidir se vamos terminar aqui. É preciso redobrar nossos esforços, criar uma situação para impedir a volta da Al-Qaeda”, declarou Crocker à rede de televisão CNN.

Os dois oficiais americanos mortos a tiros no sábado trabalhavam como conselheiros da Otan e estavam dentro do ministério do Interior quando “um indivíduo” descarregou sua arma contra a dupla, segundo a Aliança.

Ao menos 30 pessoas morreram nas manifestações contra os americanos no Afeganistão após a queima dos exemplares do Alcorão.