Elevação de juros básicos pelo BC chinês surpreende mercados

Pela primeira vez em nove anos, a China elevou hoje suas taxas básicas de juros

Os mercados internacionais foram pegos de surpresa nesta quinta-feira (28/10) quando a China, o maior consumidor global de commodities, subiu suas taxas básicas de juros pela primeira vez em nove anos. O Banco Central (BC) chinês, informa o jornal britânico Financial Times, elevou a taxa anual de empréstimos de 5,31% para 5,58%. A taxa de remuneração de depósitos foi alterada de 1,98% para 2,25% ao ano.

“Esta decisão aumenta o risco de um pouso forçado da economia chinesa, com desaceleração das importações já apontando para acentuada desaceleração dos investimentos”, afirmou ao Financial Times Ingrid Sternby, analista do Barclays Capital.

As cotações internacionais de petróleo caíram logo depois do anúncio. A China e os Estados Unidos respondem por cerca de metade da demanda adicional de 2,8 milhões de barris diários verificada neste ano. Os especuladores avaliam que uma desaceleração do crescimento vai baixar a demanda chinesa por petróleo e tentam antecipar-se.

As ações do setor siderúrgico e de mineração também caíram. A reportagem lista recuos nas cotações das ações da BHP Billiton, Rio Tinto, Xstrata, Anglo-American e Arcelor e quedas nos preços do cobre e do alumínio.