Eleições na Venezuela serão convocadas “a qualquer momento”

As eleições municipais haviam sido adiadas pela doença e posterior morte de Hugo Chávez

Caracas – O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, garantiu nesta quinta-feira que as eleições municipais, adiadas pela doença e posterior morte de seu antecessor Hugo Chávez, serão convocadas “a qualquer momento” e pediu unidade para “consolidar a força do chavismo como majoritária”.

“A qualquer momento, com certeza – assim, temos de esperar e nos preparar -, serão convocadas as eleições municipais para prefeitos e vereadores”, anunciou Maduro em um encontro com líderes do governo em Barinas (oeste), estado natal de Chávez.

“Eu lhes peço para se prepararem individualmente para a vitória (…). Eu lhes peço, do meu coração de chavista (…), que as eleições municipais que vierem não signifiquem o burburinho, a divisão e o enfrentamento das vozes populares e o enfraquecimento da revolução (bolivariana venezolana)”, acrescentou.

“Estou certo de que, corrigindo erros e com a consciência que temos, vamos consolidar a força do chavismo como majoritária”, frisou.

As eleições municipais foram anunciadas e adiadas pelo Conselho Nacional Eleitoral (CNE) para abril, maio e julho, devido à doença e ao falecimento de Chávez, em 5 de março passado.