Eleição em Serra Leoa põe fim a 11 anos de mandato de Koroma

Espera-se que a votação transcorra de forma pacífica, apesar da tensão política e da possibilidade do partido governante perder a presidência

Freetown – Os colégios eleitorais na Serra Leoa abriram nesta quarta-feira, às 7h (horário local, 4h de Brasília), em uma eleição histórica para o país, já que é a primeira após a epidemia do ebola de 2014 e põe fim aos 11 anos do presidente Ernest Bai Koroma no poder.

Cerca de 3,2 milhões de eleitores estão capacitados para votar nesta pequena nação da África ocidental.

A votação será realizada até às 17h (horário local, 14h de Brasília) nos 11.120 colégios eleitorais espalhados pelo país, alguns com longas filas no início da manhã.

Espera-se que a votação transcorra de forma pacífica, apesar da tensão política e da possibilidade do partido governante perder a presidência.

Nos últimos dias, ocorreram incidentes, como o lançamento de pedras entre simpatizantes de diferentes partidos, que deixaram alguns feridos nas cidades de Port Loko (norte) e Bo (sul), confirmaram à Agência Efe, fontes diplomáticas europeias.

A Comissão Nacional Eleitoral (NEC) desejou os eleitores “um dia eleitoral pacífico”, em mensagem publicada na sua conta do Twitter.

As ruas da capital, Freetown, habitualmente imersas em intermináveis engarrafamentos e sempre cheias de gente, hoje amanheceram praticamente vazias, principalmente devido à proibição da circulação de veículos não autorizados pelo NEC, uma medida que gerou protestos da oposição.

De fato, representantes do Partido Popular da Serra Leoa (SLPP) disseram à Efe que pediriam aos seus apoiadores que ignorassem a proibição, dizendo que poderia ser usado pelo governante Congresso de Todo o Povo (APC) para transferir material fraudulento com rapidez.

A campanha eleitoral foi marcada pelas acusações entre os principais partidos: o candidato do APC, Samura Kamara, culpou ao do SLPP, Julius Maada Bio, de ter roubado US$ 18 milhões durante seu breve período à frente do país após o golpe de Estado, em 1996.

Por outro lado, o partido de Bio denunciou uma suposta tentativa de assassinato por seguidores do APC contra o seu candidato.

Apesar destas disputas, os analistas preveem “pequenos incidentes” no interior do país.

Fontes da Comissão Nacional Eleitoral afirmaram que os primeiros resultados serão divulgados a partir do fim de semana ou, na próxima segunda-feira.