EIIL se alia à grupo filiado à Al Qaeda

Grupo vinculado ao Frente al Nusra, filial da Al Qaeda na Síria, jurou lealdade à organização Estado Islâmico do Iraque e do Levante

Beirute – Um grupo vinculado ao Frente al Nusra, filial da Al Qaeda na Síria, jurou lealdade à organização Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL) na cidade de Al Bukamal, situada na fronteira com o Iraque.

O diretor do Observatório Sírio de Direitos Humanos, Rami Abderrahman, revelou nesta quarta-feira à Agência Efe que, apesar da rivalidade deste grupo com o Frente al Nusra, com o qual mantém choques armados no norte da Síria, o Jund al Haq (Soldados do Direito) uniu suas forças ontem à noite com o EIIL em Al Bukamal.

O restante das brigadas islamitas que operam nessa área fronteiriça tinha solicitado ao Frente al Nusra que definisse sua postura pelos recentes rumores de que havia esforços para se aliar com o EIIL em Al Bukamal, situada na província síria de Deir al Zur.

Esta cidade se encontra na fronteira com a cidade iraquiana de Al Qaim, tomada pelos radicais e aonde chegaram reforços jihadistas procedentes da Síria nos últimos dias.

Estes reforços estão liderados pelo “emir” do EIIL em Al Bukamal, Saddam Jamal, que no passado foi o comandante do Exército Livre Sírio (ELS) na Frente Oriental.

A aliança entre o Frente al Nusra e o EIIL em Al Bukamal não impediu o confronto entre ambas as organizações na periferia oriental de Deir al Zur, na cidade de Al Czar, por onde o EIIL tenta seguir em direção à cidade de Al Shahil.

Desde o último dia 3 de janeiro, ambos os grupos se enfrentam na parte setentrional do território sírio.

O líder da Al Qaeda, Ayman al-Zawahiri, designou o Frente al Nusra como filial de sua organização na Síria e pediu ao EIIL que limitasse suas atividades ao Iraque, o que foi desobedecido por este grupo.

No início deste mês, o EIIL tomou a segunda maior cidade do Iraque, Mossul, e várias zonas do norte e centro do território iraquiano em sua tentativa de avançar em direção à capital Bagdá.

Na Síria, onde enfrenta outras facções islamitas em Deir al Zur e em outras partes do norte do país, seu principal bastião é a província de Al Raqqah. Já o EIIL deseja criar um emirado islâmico entre o Iraque e a Síria.