EI transfere presos por temor de ofensiva em Mossul

O grupo transferiu dezenas de presos do Iraque para a Síria por temor a ofensiva contra a cidade de Mossul

Mossul – O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) transferiu dezenas de presos das prisões da cidade iraquiana de Mossul para o território sírio por temor de uma iminente ofensiva contra a localidade, informou nesta quarta-feira à Agência Efe uma autoridade local.

O chefe do Comitê de Segurança da província de Ninawa, cuja capital é Mossul, Mohammed al Bayati, explicou que a transferência começou há poucos dias e afeta dezenas de iraquianos que foram detidos pelos jihadistas após a tomada da cidade, em junho.

Os presos, entre eles oficiais de alta patente, foram conduzidos em caminhões entre extremas medidas de segurança aos locais de detenção da organização jihadista na cidade síria de Al Raqqah.

Os extremistas adotaram a medida por medo de uma iminente ofensiva contra Mossul do exército iraquiano e das forças curdas peshmergas, respaldadas pela aviação da coalizão internacional.

Bayati disse que o EI quer utilizar os prisioneiros para pressionar o governo iraquiano.

Al Raqqah, alvo dos bombardeios do regime sírio e da coalizão internacional, é o reduto mais importante do EI na Síria.

No final de junho, os jihadistas proclamaram um califado em partes deste país e do Iraque.