EI pode ter enviado mais combatentes à Europa, diz Bélgica

Promotores detiveram dois homens vistos em câmeras de segurança ao lado dos homens-bomba do aeroporto e da estação do metrô no dia 8 de abril

Bruxelas – Existem sinais de que mais militantes inspirados pelo Estado Islâmico foram enviados à Bélgica e à Europa, disseram autoridades belgas nesta terça-feira, mantendo o estado de alerta do país no segundo nível mais alto.

O nível de alerta da Bélgica foi reduzido de quatro, que é o mais alto, para três somente dois dias após os ataques de 22 de março, que deixaram 32 mortos no aeroporto e em uma estação do metrô de Bruxelas, e foi mantido assim desde então.

“Há indicações de que o Estado Islâmico enviou combatentes para a Europa e a Bélgica, o nível de alerta, que atualmente está em três, não irá diminuir”, disse um porta-voz do centro de crise da Bélgica.

Ao manter o nível três, as autoridades sinalizam que um ataque é possível e provável.

Promotores detiveram dois homens vistos em câmeras de segurança ao lado dos homens-bomba do aeroporto e da estação do metrô no dia 8 de abril, o que significa que todos os suspeitos das explosões na capital belga estão mortos ou sob custódia.