EI apedreja dois jovens que cometeram atos indecentes

Dois jovens foram apedrejados por cometer atos que transgridem a decência do Estado Islâmico

Beirute – O grupo radical Estado Islâmico (EI) apedrejou dois jovens “por cometer atos que transgridem a decência com outros homens” na província de Deir ez Zor, informou nesta terça-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG, que citou a ativistas na zona, disse que um dos jovens, de 20 anos de idade, foi apedrejado após ter sido capturado por membros do grupo extremista que encontraram em seu telefone celular fotografias nas quais supostamente o jovem cometia práticas “indecentes” com outros homens.

A vítima foi executada em uma rotatória da cidade de Al Mayadin diante de dezenas de pessoas, entre elas menores.

Por outro lado, outro jovem foi apedrejado no bairro de Hamidiya, na cidade de Deir ez Zor, capital provincial, por ter realizado atos “contrários à decência” com outros homens, segundo os jihadistas.

O EI levou consigo os corpos dos executados, sem permitir seu enterro ou a entrega a suas famílias.

Os radicais do grupo autodenominado Estado Islâmico declararam um califado no final de junho no Iraque e Síria, onde tomaram partes do norte e do centro do território de ambos países.

No último dia 13, o EI emitiu uma gravação atribuída a seu líder, Abu Bakr al-Baghdadi, na qual anunciou a expansão do califado aos países do Golfo Pérsico e ao norte da África, onde outras organizações radicais lhe juraram lealdade.