Mubarak será processado por desvio de dinheiro público

O ex-presidente egípcio Hosni Mubarak será julgado, com seus dois filhos, em um novo caso de desvio de recursos públicos, informaram fontes da Justiça neste domingo.

Junto com seu dois filhos Gamal e Alaa, Mubarak é acusado de desviar 125 milhões de libras egípcias (cerca de 13,5 milhões de euros) do orçamento do palácio presidencial.

Segundo a investigação da Justiça, outras quatro pessoas, também acusadas no mesmo caso, ajudaram Mubarak e seus filhos a adquirir propriedades privadas, desviando dinheiro público em detrimento do Ministério da Habitação.

Mubarak já comparece à Justiça no Cairo, com seu então ministro do Interior Habib el-Adli e seis funcionários de alto escalão de seu regime, por “cumplicidade no assassinato” de manifestantes, durante a revolta que o derrubou em 2011.

Em um primeiro processo em junho de 2012, Mubarak, de 85 anos e com a saúde instável, foi condenado à prisão perpétua. Ele recorreu, porém, à Corte de Cassação, que determinou um novo processo.

Mubarak e os filhos também respondem por outras acusações de corrupção.