Egito: 2 mortos em confrontos entre policiais e manifestantes

Os manifestantes protestavam pela morte de 74 pessoas na quarta-feira após uma partida de futebol em Port Said

Cairo – Duas pessoas morreram nesta quinta-feira em Suez, nordeste do Egito, em confronto entre policiais e manifestantes que protestavam pela morte de 74 pessoas, na quarta-feira, após uma partida de futebol, em Port Said, afirmaram à AFP fontes médicas.

Os dois homens, que seriam manifestantes, foram mortos a tiros, disseram as fontes.

Milhares protestaram no Cairo durante o dia, acusando o conselho militar, que tomou o poder depois da queda do ex-presidente Hosni Mubarak um ano atrás, de administrar mal o país em meio a uma frágil transição.

A emissora estatal informou que 628 pessoas ficaram feridas nos confrontos que ocorreram na capital, principalmente após inalar gás lacrimogêneo.

Os manifestantes protestavam por conta da violência desatada na quarta-feira entre torcedores do time de Port Said, o Al-Masry, e do Cairo, o Al-Ahly, um dos incidentes mais sangrentos da história do futebol.

Os confrontos ocorreram nos momentos finais da partida, na qual o Al-Masry venceu o Al-Ahly por 3 a 1.

Os torcedores do Al-Masry invadiram o campo, jogaram pedras, garrafas e fogos de artifício contra os torcedores do Al-Ahly, causando caos e pânico enquanto jogadores e torcedores corriam por todas as direções, afirmaram testemunhas.