Economia com horário de verão pode chegar a R$ 100 mi

A diminuição da demanda estimada de eletricidade será de 4,6%, ou 2.650 megawatts

São Paulo – O horário brasileiro de verão que termina no próximo sábado, à meia-noite, teve a maior temporada desde 2001 e permitiu uma economia entre R$ 75 milhões e R$ 100 milhões, segundo estimativa preliminar do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

A diminuição da demanda estimada de eletricidade será de 4,6%, ou 2.650 megawatts. Segundo o ONS, a medida resulta em redução da tarifa de energia elétrica para o consumidor, uma vez que a demanda menor no horário de ponta leva ao aumento da segurança e à diminuição nos custos de operação.

A mudança nos relógios em 11 Estados (São Paulo, Rio, Minas, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Bahia), além do Distrito Federal, foi iniciada em 15 outubro do ano passado e teve 133 dias – contra 120 dias na média dos anos anteriores -, por causa da coincidência entre o dia previsto para o término do horário de verão e o carnaval, o que levou à postergação em uma semana.