Duplo atentado de insurgentes mata 3 operários no Paquistão

Um duplo atentado de insurgentes contra as obras em um pântano no cinturão tribal do noroeste do Paquistão deixou três operários mortos

Islamabad – Um duplo atentado de insurgentes contra as obras em um pântano no cinturão tribal do noroeste do Paquistão deixou três operários mortos nesta quarta-feira, além de outros quatro que foram sequestrados, informou à Agência Efe uma fonte oficial.

O incidente armado aconteceu em Galanai, na área tribal de Mohmand, e começou à meia-noite com a invasão do canteiro de obras por uma dezena de “terroristas“, que incendiaram máquinas e sequestraram quatro trabalhadores.

Horas depois, os insurgentes voltaram a atacar e uma bomba explodiu durante a passagem de um veículo da obra, o que provocou a morte de três pessoas e ferimentos em várias outras, segundo o porta-voz do Exército paquistanês, Abid Ali Askari.

Fontes da Administração local de Mohmand e do órgão de coordenação das áreas tribais confirmaram à Efe o fato e o número de vítimas.

As obras civis costumam ser alvo de ataques de insurgentes no cinturão ocidental do país asiático, muitas vezes porque os responsáveis pelas obras se negam a pagar valores exigidos pelos dos diversos grupos armados que operam na região.

Mohmand é uma das sete áreas tribais do noroeste do país asiático, na fronteira com o Afeganistão e que não são controladas pelo governo central do país, por isso servem de refúgio para membros da Al Qaeda e de facções jihadistas afegãs e paquistanesas.