Dupla de palestinos morre e soldado israelense fica ferido

Dois palestinos morreram e um soldado israelense ficou ferido após um novo ataque com faca em uma colônia judaica, informaram autoridades

Jerusalém – Dois palestinos morreram e um soldado israelense ficou ferido após um novo ataque com faca em uma colônia judaica na Cisjordânia, informaram fontes policiais e militares.

O incidente ocorreu pouco depois das 18h locais (13h em Brasília) perto do conjunto de assentamentos de Gush Etzion, no sul do território palestino ocupado por Israel.

“Há poucos momentos um soldado foi esfaqueado em uma parada de ônibus no cruzamento de Gush Etzion. Foi atacado quando os agentes no local se aproximaram dos suspeitos. Quando chegaram perto, eles avançaram para cima do soldado, ferindo-o de forma moderada. As forças responderam à ameaça e atiraram contra os agressores”, afirmou o Exército de Israel em comunicado.

O porta-voz da Polícia, Micky Rosenfeld, explicou que os agentes “dispararam contra os dois terroristas palestinos”, que morreram na ação. Já o soldado ferido foi levado ao hospital para receber acrescimento médico, acrescentou a nota do Exército.

Hoje, pelo menos dez palestinos ficaram feridos após serem baleados em confrontos violentos com as forças israelenses em Hebron, durante uma manifestação para exigir a devolução de 11 corpos de supostos agressores que estariam em poder de Israel.

O enfrentamento teve início enquanto o protesto ocorria. Os agentes reagiram com munição real, balas de borracha, gás lacrimogêneo, granadas de efeito moral após os palestinos terem lançado pedras contra eles, informou a agência “Ma’an”.

Segundo o diretor do hospital governamental de Hebron, Walid Zalum, dez pessoas chegaram ao local com ferimentos de bala, outros três de bala de borracha e dezenas sofreram os efeitos do gás lacrimogêneo.

Israel e Palestina vivem uma onda de violência desde o início do mês. Desde então, morreram mais de 60 palestinos (um terço deles autores de ataques contra judeus) e dez israelenses.