Drones encontrados na Coreia do Sul são norte-coreanos

Coreia do Sul concluiu que drones encontrados nos últimos dias perto da fronteira com a Coreia do Norte foram enviados pelo regime de Kim Jong-un

Seul – A Coreia do Sul concluiu que os dois aviões não identificados encontrados nos últimos dias perto da fronteira com a Coreia do Norte foram enviados pelo regime de Kim Jong-un para atos de espionagem, informou nesta quarta-feira o Ministério da Defesa de Seul.

“Os resultados provisórios da investigação indicam que os drones foram enviados pela Coreia do Norte” para supostamente realizar trabalhos de espionagem no Sul, disse à Agência Efe um porta-voz do Ministério da Defesa.

O Exército sul-coreano encontrou a primeira das duas aeronaves não tripuladas no dia 24 de março em Paju, próxima da zona desmilitarizada (DMZ, sigla em inglês) que separa as duas Coreias, e a segunda ontem, na ilha de Baengnyeong no Mar Amarelo.

Após desmontar os drones para inspecioná-los, as primeiras conclusões do Exército são que ambos estão relacionados entre si e que foram fabricados pela Coreia do Norte como objetivo de realizar testes para melhorar sua capacidade de reconhecimento aéreo no país vizinho.

Outras fontes do Exército disseram para a agência local de notícias “Yonhap” que o primeiro drone possuía uma inscrição norte-coreana em sua bateria e estava equipado com uma câmera de alta resolução que fez imagens de instalações militares sul-coreanas e inclusive dos arredores do complexo presidencial de Seul.

O fato de os drones terem realizado seu trabalho sem serem detectados antes de cair ao solo poderia representar uma fonte de preocupação para o governo sul-coreano, já que revela uma importante lacuna em matéria de segurança.

Após esclarecer que a investigação ainda não foi concluída oficialmente, o porta-voz do Ministério da Defesa adiantou que Seul buscará medidas no futuro para prevenir novas ações de espionagem com esses dispositivos.

A descoberta dos drones acontece em um momento de tensão, depois que a Coreia do Norte efetuou vários disparos de artilharia nas águas sul-coreanas, que foram prontamente respondidos pelo Exército da Coreia do Sul com outros disparos e com o envio de aviões F-15.

Norte e Sul se encontram tecnicamente em conflito desde a Guerra da Coreia (1950-53), que terminou com um armistício que não foi substituído por um tratado de paz definitivo.